Início > Uncategorized > Mudança no Ibovespa não foi motivada pelo efeito Eike, diz Edemir

Mudança no Ibovespa não foi motivada pelo efeito Eike, diz Edemir

12/09/2013 às 09h23 2

Mudança no Ibovespa não foi motivada pelo efeito Eike, diz Edemir

Por Vinícius Pinheiro e Téo Takar | Valor

SÃO PAULO – (Atualizada às 10h45) A mudança na metodologia do Ibovespa, principal índice do mercado acionário brasileiro, foi uma das decisões mais difíceis da bolsa nos últimos anos, afirmou o diretor presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, nesta quinta-feira. "A bolsa tem papel institucional e exercemos ele na plenitude", disse.

Segundo Edemir, a mudança não foi motivada pelo chamado "efeito Eike", em referência às ações das empresas de Eike Batista. Ele admitiu, contudo, que o caso da petroleira OGX influenciou na decisão do grupo de trabalho que já vinha trabalhando na nova metodologia do Ibovespa há mais de um ano.

Com as alterações, o índice fica alinhado com as práticas dos mercados internacionais, segundo o executivo. "Tomamos a melhor decisão para o mercado de capitais e as empresas", diz.

O presidente da bolsa admitiu que a maior liquidez do Ibovespa foi uma questão relevante na decisão de mexer no índice, em vez de criar um novo indicador para o mercado brasileiro.

“Nós analisamos [a adoção] do IBX 50 ou do IBX 100 [como principal índice]. Optou-se por alterar o Ibovespa porque esses índices não atingiram liquidez [relevante].”

Edemir acrescentou ainda que, se a Bovespa decidisse criar um novo índice, “iria mais atrapalhar do que ajudar [o mercado].” “Já temos vários índices [listados].”

Mesmo após a mudança no cálculo do índice, o histórico do Ibovespa será mantido, afirmou o diretor executivo de produtos e relações com investidores da BM&FBovespa, Eduardo Guardia.

A bolsa fez um exercício que mostra que, se o Ibovespa fosse calculado com a nova metodologia desde 2010, a performance do índice seria melhor do que na forma tradicional. O diretor da BM&FBovespa ressaltou, porém, que o objetivo da mudança no Ibovespa não tem relação com o desempenho do indicador.

A carteira do Ibovespa válida a partir de 6 de janeiro de 2014 ainda não vai incorporar todas as mudanças do índice. O cálculo será feito a partir de uma média simples entre a metodologia atual e a nova, afirmou Guardia. Por exemplo: uma ação que teria peso de 4% pelo critério atual e 2% no novo terá uma participação de 3% na carteira de janeiro.

Mudanças na fórmula

Entre as alterações do Ibovespa, anunciadas em comunicado na quarta-feira, a ponderação do índice passará a ser realizada pelo valor de mercado das ações em circulação (free float) com um “cap” (limite) de duas vezes. Atualmente, o critério predominante é o da liquidez dos ativos.

De acordo com Guardia, a decisão de impor um teto (cap) de 20% por empresa visa evitar concentração do índice no futuro. “Hoje essa medida não tem efeito prático porque nenhuma companhia se enquadra nessa situação, mas evita concentração no futuro.” Segundo ele, “é uma regra de prudência para evitar distorção no futuro”.

Houve mudanças também nos critérios de inclusão e exclusão da carteira. As chamadas “penny stocks”, ações cujo valor unitário é inferior a R$ 1,00 foram excluídas.

Para Guardia, as regras de inclusão e exclusão do índice também trouxeram aperfeiçoamentos. Ele explicou que a suspensão de uma ação poderá implicar em retirada do índice. “Se a ação voltar a ser negociada em situação especial [como recuperação judicial] será retirada do índice ao fim do primeiro dia de negociação, pelo último preço.”

A bolsa anunciou novo cálculo do chamado índice de negociabilidade (IN), usado para determinar quais ações farão parte do Ibovespa. De acordo com o comunicado, o IN vai considerar 1/3 da participação no número de negócios da ação e 2/3 de volume financeiro. A atualização da fórmula afetará todos os índices da bolsa que contemplam o uso do IN.

Valor de mercado pesa mais

O diretor de produtos da BM&Bovespa explicou que, nas novas regras do Ibovespa, “empresa com maior valor de mercado terá peso maior no novo índice”. Essa ponderação será ajustada pela liquidez, com teto de duas vezes o índice de negociabilidade. Desta forma, a bolsa espera garantir que o novo índice seja replicável, ao reduzir o peso de empresas com grande valor de mercado, mas com liquidez reduzida.

“Se uma empresa tiver peso equivalente a 4% pelo valor de mercado, mas índice de negociabilidade for de 1%, a participação final dela no índice será de 2%”, exemplificou.

A nova metodologia trouxe aperfeiçamento no cálculo do índice de negociabilidade. “Antes era uma média aritmética de volume e negócios. Agora, o volume tem peso de dois terços.”

Guardia destacou ainda que, entre as novidades da metodologia está a possibilidade de empresas que acabaram de realizar oferta inicial (IPO) já entrarem no índice no rebalanceamento seguinte ao IPO. Antes, esses papéis precisavam de histórico de 12 meses de negociação.

“Agora vamos considerar já na próxima carteira, desde que a ação tenha presença de 95% nos pregões e atenda aos demais critérios do índice”.

(Vinícius Pinheiro e Téo Takar | Valor)

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.

Leia mais em:

http://www.valor.com.br/financas/3267840/mudanca-no-ibovespa-nao-foi-motivada-pelo-efeito-eike-diz-edemir#ixzz2eh9BJfh9

Jonas A. Federighi Jr.
Diretor de Novos Negócios
jonasjr
Cel 55 (11) 6350 0239 / 9106 7441
Tel 55 (11) 5586 5611

Rua Estados Unidos, 1765
01427- 002 | São Paulo | SP | Brasil

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: