Início > Uncategorized > Vergonha para o Mercado de Capitais – OGX

Vergonha para o Mercado de Capitais – OGX

http://www.valor.com.br/financas/3266118/o-valor-de-mercado-deve-ter-peso-no-novo-ibovespa

11/09/2013 às 00h00

Negativa de Eike pode abrir debate sobre manipulação

Por Ana Paula Ragazzi | Do Rio

O fato de Eike Batista ter prometido à OGX um aporte – na forma de uma opção de venda de ações da companhia, ou "put", no jargão do mercado – de US$ 1 bilhão e, agora, afirmar que não irá honrar o compromisso poderá se configurar em evidência de que o empresário tentou manipular as expectativas do mercado em relação à petroleira, afirmaram fontes ao Valor. Procurada, a OGX não concedeu entrevista.

Em outubro do ano passado, para surpresa do mercado, a OGX divulgou a "put". Naquele momento, com base em informações passadas pela própria companhia, o mercado acreditava que a petroleira tinha recursos suficientes para suas operações até 2014. A "put" acabou sendo bem recebida porque sem a opção, o perfil de risco da companhia poderia aumentar mais nitidamente no curto prazo.

Na época, o mercado especulou que a empresa poderia estar fazendo um colchão de recursos para participar de uma eventual próxima rodada de licitação de blocos exploratórios da ANP. Ou que, por alguma razão ainda desconhecida, o caixa seria comprometido ou a geração de caixa operacional seria menor. Uma potencial capitalização para a realização de nova parceria também foi comentada. Ou seja, não ficou exatamente claro porque a "put" foi lançada, embora ela tenha sido um sinal de confiança do empresário no negócio. A opção de venda, que seria exercida a R$ 6,30, estava 36% acima do valor de mercado da OGX naquele dia de outubro. O valor passou a ser também um teto para o papel.

O fato de Eike não honrar o compromisso pode ampliar a avaliação de que ao anunciar a intenção de capitalização da empresa o empresário tomou a medida baseado em informações que não foram amplamente divulgadas para o mercado e que podem explicar a situação delicada que a empresa hoje se encontra. A concessão de instrumentos desse tipo não é usual, embora Eike tenha assumido – e honrado – o mesmo compromisso em OSX, no momento em que o estaleiro abriu capital.

Se já estivesse ciente da deterioração da empresa, a "put" pode ter sido uma tentativa de reverter expectativas – uma sinalização de confiança no negócio para tranquilizar os investidores e atrair novos compradores para os papéis ou para fechar novos negócios.

Na mesma época no ano passado, o empresário também tentou fechar o capital da LLX oferecendo um preço acima do mercado para depois retirar a oferta. Diante da piora da saúde financeira do grupo, a situação das empresas se deteriorou e a sinalização de confiança em OGX não teve efeito nas cotações.

Em julho passado, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu processo para investigar a concessão dessa "put". A medida mostrou que, desde a sua concessão, a CVM já vinha analisando a operação e optou por uma investigação mais aprofundada. Na manhã de ontem a OGX divulgou o contrato que regula a "put", atendendo à determinação da autarquia. Procurada, a CVM disse que não comenta casos específicos.

O fato de a empresa ter exercido a "put" tem sido interpretada pelo mercado como uma medida para livrar os executivos de algum eventual processo por não terem cumprido com o dever de diligência – ninguém acreditava mais que Eike fizesse a capitalização. Enquanto isso, a situação da OGX fica mais delicada a cada dia – o próprio Eike vendeu ações da empresa. Anteontem, a agência de classificação de risco Fitch rebaixou as notas de crédito da petroleira e o rating atual reflete o "calote iminente". Dia 1º de outubro vence um cupom de dívida com vencimento em 2022 no valor de US$ 45 milhões e o mercado acompanha com atenção se esse pagamento será feito.

A empresa anunciou três novos nomes para seu conselho: Julio Klein Junior, membro do comitê de auditoria da OSX, foi liquidante da Indústria Carboquímica Catarinense – ICC, designado pela Gaspetro (2002 a 2008); Luiz Eduardo Guimarães Carneiro, que é diretor-presidente da OGX; e Leonardo Brunet, que foi diretor da CVM, teve passagens pelo banco Real e Mesbla.

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.

Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/3266050/negativa-de-eike-pode-abrir-debate-sobre-manipulacao#ixzz2eauniLFY

http://www.valor.com.br/empresas/3266048/ogx-e-petronas-negociam-acordo-de-tubarao-martelo

http://www.valor.com.br/financas/3265850/aluguel-de-ogx-atinge-teto-da-bolsa-de-novo

http://www.valor.com.br/financas/3265858/bovespa-nao-sustenta-os-54-mil-pontos

http://www.valor.com.br/empresas/3266108/eike-acerta-venda-da-mmx-trading-e-fundo

http://www.valor.com.br/empresas/3266044/porto-da-mmx-traz-solucao-para-divida

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: