Início > Uncategorized > CFA cria projeto para debater futuro das finanças

CFA cria projeto para debater futuro das finanças

CFA cria projeto para debater futuro das finanças

Por Alessandra Bellotto | De São Paulo

A fim de restaurar a confiança no setor financeiro e moldá-lo para servir melhor a sociedade, o CFA Institute, entidade global com mais de 114 mil profissionais de investimento associados, está lançando o projeto “Futuro das Finanças”. A iniciativa é liderada pelo economista John Kay, que ocupa a presidência do conselho consultivo, e conta ainda com a participação de um grupo diversificado de especialistas de finanças, educação e mídia.

Segundo Kay, o setor financeiro mundial pode representar uma força extraordinária para o bem, mas há muito trabalho a ser feito para recuperar a confiança, abalada com a crise financeira de 2008, e prepará-lo para as gerações futuras. Como primeiro passo do projeto, foi apresentada a “Declaração dos Direitos do Investidor”, uma lista com dez princípios éticos para ajudar consumidores de produtos e serviços financeiros – tais como gestão de investimentos, pesquisa e consultoria, serviços bancários, seguros e imóveis – a exigirem seus direitos. O documento destaca como direitos do investidor o aconselhamento objetivo, a divulgação de conflitos de interesse, a cobrança de comissões justas e razoáveis, entre outros.

Na visão de John Rogers, presidente do CFA Institute, a lista de princípios enfatiza o conceito de que o investidor deve vir sempre em primeiro lugar e estabelece uma base sólida para o projeto. “Nossos planos são ambiciosos, procuramos desenvolver eventos, publicações e importantes ferramentas baseadas em pesquisa para reforçar a necessidade de uma conduta ética e uma prática profissional que visem restaurar a confiança nas finanças”, destacou Rogers, em documento.

O projeto Futuro da Finanças tem como pano de fundo seis temas principais de interesse público, segundo o CFA: colocar investidores em primeiro lugar para proteger seus interesses; salvaguardar o sistema; a segurança do sistema de aposentadoria; levar conhecimento financeiro para ajudar o investidor a tomar a melhor decisão; regulamentação e cumprimento das leis para proteger o investidor e preservar a integridade do mercado; além de transparência e imparcialidade.

De acordo com o CFA Institute, uma pesquisa global mostra que 98% dos profissionais de investimentos mencionam a falta de confiança no setor financeiro como uma grande preocupação, enquanto 56% apontam a fraca cultura ética dentro das empresas como o fator principal.

No Brasil, segundo o CFA, a pesquisa mostrou que 57% dos profissionais de investimentos brasileiros também acreditam que a fraca cultura ética é a principal responsável pela falta de confiança no setor financeiro. Além disso, 27% dos profissionais brasileiros apontaram a necessidade de uma maior transparência dos relatórios financeiros e comunicados corporativos como uma ação necessária para melhorar a confiança do investidor, ante 16%, na média registrada na pesquisa mundial.

Fraude no mercado foi apontada como a principal questão ética no mercado brasileiro por 36% dos entrevistados, muito acima da média mundial de 19%. Outros 24% acham que o esclarecimento das responsabilidades fiduciárias por parte das empresas é uma ação fundamental para melhorar a confiança do investidor, também acima da média mundial de 13%, mas perdendo para a China.

O conselho consultivo planeja fazer um apelo em 20 de maio, na conferência anual do CFA Institute, em Cingapura, detalhando os objetivos e planos para o projeto Futuro das Finanças. O apelo incluirá uma visão geral dos principais problemas do setor financeiro e como o projeto abordará essas questões.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico. 

Leia mais em:

http://www.valor.com.br/financas/3070552/cfa-cria-projeto-para-debater-futuro-das-financas#ixzz2PPG42Vk6

Anúncios
  1. abril 3, 2013 às 10:37 am

    No Brasil estamos tão longe de entender como funciona o mercado de capitais, seus benefícios na contribuição do desenvolvimento da economia de um pais que o Governo repetidamente dá mostras da sua ignorância tentando assassinar a galinha dos ovos de ouro a todo momento.

    Vejamos :

    “Na visão de John Rogers, presidente do CFA Institute, a lista de princípios enfatiza o conceito de que o investidor deve vir sempre em primeiro lugar e estabelece uma base sólida para o projeto. ”

    Ora, esse principio é básico pra qualquer estudante de economia de 1o ano. Se o investidor não é o agente à ser preservado em primeira estância, qual a razão dele confiar nesse sistema onde não há garantias de que seus direitos estejam preservados ?!

    Muito difícil reconquistar a credibilidade perdida via intervenções desajeitadas e truculentas de um agente que é muito volátil, a qualquer sinal de insegurança, bate asas em direção a empresas, projetos e países mais “seguros” ao seu capital.

    Existe um abismo entre o ideal e o que acontece nesse país no quesito do Sistema Mercado de Capitais. Os abusos e ingerências contra o investidor requerem muitos anos de estudo, correção de rota e educação dos envolvidos. Quem achou em 2007 que estávamos preparados se enganou, bateu em retirada com um tremendo de um prejuízo.
    E será necessário um esforço hercúleo no convencimento do contrário.

    Nesse sentido, o IBGC é peça fundamental na divulgação de seu trabalho de educação do mercado para o desenvolvimento de um Mercado de Capitais seguro e consistente, que leve em consideração uma palavra totalmente esquecida : Ética.

    Quanto ao Governo, agente regulador, enquanto não entender que a mudança de regra e a intervenção a todo momento “trava” o sistema, fica muito dificil imaginar crescimento de PIB…

    Como Mailson ontem afirmou brilhantemente : ” A mudança de regra a todo momento trás “paralisia” ao sistema” . Brilhante.

    Será que é capaz do Governo entender isso ?

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: