Início > Uncategorized > Mercado imobiliário segue em alta na região (Grande ABC) e vendas sobem 28,74%

Mercado imobiliário segue em alta na região (Grande ABC) e vendas sobem 28,74%

Enviado via iPhone

Início da mensagem encaminhada

De: Wolney Feres <wolney>
Data: 27 de fevereiro de 2013 08:02:30 BRT
Para: undisclosed-recipients:;
Assunto: Mercado imobiliário segue em alta na região (Grande ABC) e vendas sobem 28,74%

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 7:12

Mercado imobiliário segue em alta na região e vendas sobem 28,74%

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

O desempenho do mercado imobiliário no Grande ABC em 2012 superou expectativas. Durante o período foramvendidos 9.407 imóveis, o que aponta alta de 28,74% em relação ao volume de bens comercializados em 2011. A quantidade de lançamentos, por sua vez, ficou estável, com 9.012 unidades colocadas no mercado em 2012 contra 9.008 de 2011 e 8.887 imóveis em 2010.

Mesmo com a estagnação da economia brasileira e das incertezas das medidas do governo no ano passado, o mercado imobiliário da região seguiu aquecido e foi na direção contrária da Capital, que teve retração de 27% no volume de lançamentos em 2012 em comparação a 2011, e de 4,8% na quantidade de vendas no mesmo período, segundo o Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

São Bernardo foi a cidade com maior número de unidades comercializadas por aqui (38% ou 3.618 imóveis) durante 2012, seguida de Santo André (22%), São Caetano (19%), Diadema (11%) e Mauá (9%). Os dados foram divulgados ontem pela Acigabc (Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC).

O fato de o volume de vendas ter sido superior ao de lançamentos fez com que o estoque de imóveis caísse 14,54% entre 2011 e 2012. "Os números estão acima da média. O mercado está dinâmico e isso é ótimo", diz o presidente da associação, Milton Bigucci.

TRIMESTRE – Segundo ele, o primeiro trimestre deste ano deve apresentar desempenho menor, tanto em vendas quanto lançamentos, em comparação com o último trimestre de 2012. "Foi no fim do ano que o crescimento se mostrou efetivo. Por isso, é natural que neste início de ano a curva seja contrária. É esperado que isso aconteça."

Para se ter ideia, o quarto trimestre de 2012 foi responsável por 5.232 unidades do total que foi lançado. No mesmo período foram vendidas 4.072 imóveis. "Até o meio do ano passado o mercado ficou travado. A economia estava estagnada, por isso, o acúmulo de negócios no fim do ano", considera Bigucci.

PREÇOS – O mercado imobiliário no Grande ABC está bastante atrativo. Isso porque os produtos comercializados são até 20% mais baratos do que na Capital. "O valor médio cobrado pelo metro quadrado entre as sete cidades fica entre R$ 3.900 a R$ 7.600, variando de bairro a bairro e de município a município", explica o presidente da Acigabc. De acordo com ele, enquanto um apartamento no Bairro Jardim, em Santo André, tem o metro quadrado avaliado em R$ 5.000, em média, o mesmo imóvel é ofertado a R$ 9.000 o m² no Alto de Pinheiros (região nobre da Capital), por exemplo.

PROJEÇÃO – Os valores praticados na venda de unidades na região devem se manter em 2013. Bigucci acredita que não haverá reajustes nem quedas. "Os imóveis vão continuar valorizados uma vez que o custo dos terrenos e da mão de obra estão altos", diz. "As construtoras devem apenas acompanhar a inflação sobre materiais e custo da mão de obra."

Diadema é destaque em lançamentos

Diadema foi o destaque em número de lançamentos no ano passado. A cidade teve 2.314 imóveis novos, alta de 160% em relação a 2011, quando foram colocados no mercado 887 unidades. O volume totaliza R$ 629 milhões, ou seja 26% do montante da região. Na sequência aparece Santo André com 2.851 unidades lançadas, contra 1.475 imóveis no ano anterior, alta de 93%. Em negócios, porém, representa cerca de R$ 1 bilhão (veja tabela ao lado).

As demais cidades, porém, amargaram quedas significativas no número de lançamentos. Mauá teve o maior recuo entre os cinco municípios pesquisados pela Acigabc (Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC). Em 2012, Mauá registrou queda 76% no número de lançamentos, saindo de 1.096 unidades em 2011 para 256 no ano passado. São Bernardo somou 2.529 unidades novas, queda de 33,6%. E São Caetano registrou 1.062 imóveis novos, contra 1.739 em 2012, redução de 39%.

As construtoras optaram por colocar no mercado, principalmente, imóveis de dois dormitórios, com 5.167 unidades. "No entanto, 90% do foco é para as moradias com três dormitórios, que possuem entre 60 metros quadrados e 130 m², em média", diz o presidente da associação, Milton Bigucci.

Os apartamentos com três quartos somaram 3.005 unidades no ano passado, seguido pelos de quatro dormitórios (608) e os de um (232).

Os últimos três meses de 2012 apresentaram a maior quantidade de lançamentos: 1.503 em outubro, 1.442 em novembro e 2.287 em dezembro. "Foram colocados à venda projetos grandiosos, que reúnem prédios comerciais, residenciais e shopping."

Wolney M. Feres
address o endereço da comunicação eficiente
Av. Paulista, 2202 • 6º andar • 11 3795 8220 • 6655 3040 • 01310-300 • São Paulo, SP

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: